Chile

VERMELHO É O SANGUE DO MEU CORAÇÃO, CHILE CAMPEÃO!

Oficialmente República do Chile é, um dos países da América do Sul que ocupa uma longa e estreita faixa costeira entre a Cordilheira dos Andes e o oceano Pacífico. Fronteira ao norte com o Peru, a nordeste com a Bolívia, a leste com a Argentina. Não tem uma fronteira comum com o Brasil. O oceano Pacífico forma toda a fronteira oeste do país, com um litoral que se estende numa faixa, em média, de 175 quilômetros de largura por 6.500 km. O clima é variado, desde o deserto mais seco do mundo - o Atacama (riqueza mineral – cobre) - ao norte do país, um clima mediterrâneo no centro do país, até um clima alpino com neve ao sul, com geleiras, fiordes e lagos. Cidades: Santiago (capital), Valparaíso, Concepcíón e La Serena. L ocais turísticos: Viña del mar, Patagônia e Ilha de Páscoa.

É um dos países mais estáveis da América do Sul, se caracteriza pelo desenvolvimento humano, competitividade, qualidade de vida, estabilidade política, globalização, liberdade econômica, baixa percepção de corrupção e índices comparativamente baixos de pobreza. A liberdade de imprensa e o desenvolvimento democrático são importantes e é membro fundador das Nações Unidas e da União de Nações Sul-Americanas. O Chile recebeu uma imigrantes europeus espanhóis e bascos, alemães, ingleses, escoceses, irlandeses, italianos, franceses, austríacos, neerlandeses, suíços, escandinavos, portugueses, gregos e croatas. Considerado o "país de poetas" teve Gabriela Mistral como a primeira chilena a ganhar o Prêmio Nobel de Literatura (1945) e Pablo Neruda, que também ganhou o Prêmio Nobel de Literatura (1971) com obras sobre romance, natureza e política.

O navegador português Fernão de Magalhães, a serviço do rei da Espanha, foi o primeiro europeu a visitar o país e desembarcou na ilha de Chiloé, em 1520. A Espanha manteve o controle na região por trezentos anos, os chilenos foram explorados até que o movimento da independência do Chile, liderado por Bernardo O'higgins, ocorreu no dia 12 de fevereiro de 1818. Teve guerra contra a federação formada por Peru e Bolívia (1837-1839) que deu ao Chile o controle do comércio no Pacífico sul. A segunda guerra foi a do Pacífico (1879-1883) foi também contra o Peru e a Bolívia, com a conquista da região mineira do norte, fator crucial para seu desenvolvimento. O Chile passou por uma guerra civil (1891) que durou nove meses e deixou 10.000 mortos. Depois de 1891 começou a era do salitre, que representava, naquela época, mais de 80% das exportações. Após o parlamentarismo (1891-1925), o Chile adotou o presidencialismo, que dura até hoje. Em 1973, houve um golpe militar (financiado pelos EUA - John Kennedy.) que levou ao poder um ditador chamado Augusto Pinochet Ugarte. Que governou até 1990 e foi responsável pela remoção do único presidente marxista, eleito através do voto direto, de que sem tem notícia: Salvador Allende Gossens. Durante este período de ditadura, muita gente foi morta e muitos tiveram de partir para o exílio. Foram reconhecidos oficialmente 27.153 – entre vítimas de tortura, desaparecidos e mortos. Novos dados apontam para mais de 40 mil. Atualmente o Chile tem um governo democrático Desde 1990, durante as presidências de Patricio Aylwin (1990-94), Eduardo Frei Ruiz-Tagle (1994-2000) e Ricardo Lagos (2000-2006), Michele Bachelet (2006-2010), Sebastián Piñera (2010- ) várias emendas como a eliminação de cargos de senadores nomeados e senadores vitalícios, que concede ao presidente a autoridade para remover os comandantes-em-chefe das forças armadas, e reduzir o mandato presidencial de seis para quatro anos.

 

  • Sua posição como país mais rico da região (empatado com o México), em termos de produto interno bruto per capita (a preço de mercado) com um PIB em 2011 de US$ 281,368 bilhões USD (45.º)
  • apresenta um IDH de 0,805 (44.º) – muito elevado, mas continua com alto nível de desigualdade de renda, medido pelo coeficiente de Gini.
  • Em maio de 2010 o Chile se tornou o primeiro país sul-americano a aderir à OCDE.
  • É o quinto maior exportador de vinho do mundo.

Nos Jogos Olímpicos, o Chile possui medalhas de ouro (tênis), de prata (atletismo, equitação, boxe, tiro e tênis) e de bronze (tênis, boxe e futebol). O Rodeio do Chile é o esporte nacional é praticado em zonas mais rurais . O esqui e o snowboard são praticados em pista de esqui na neve localizada nos Andes Centrais, e no sul como em Punta Arenas. O surfe é popular em algumas cidades costeiras. O polo é praticado profissionalmente no Chile e em 2008 foi campeão, tendo sido segundo e terceiro lugar em edições anteriores. O basquetebol conquistou a medalha de bronze no Campeonato Mundial de 1950.

O esporte mais popular do Chile é o futebol. Se classificou para sete Copas do Mundo FIFA, sediou a de 1962, e terminou em terceiro lugar. Conquistou quatro finais na Copa América, uma medalha de prata e duas de bronze nos Jogos Pan-americanos, uma medalha de bronze nas Olimpíadas de 2000 e dois terceiro lugares nos torneios FIFA Sub-17 e Sub- 20.

Os principais clubes de futebol são: Colo-Colo, Universidad de Chile, Universidad Católica, Cobreloa

Principais jogadores: Figueiroa, Robledo, Francisco Valdés, Rojas, Salas, Zamorano, Caszely, Vidal, Bravo, Sánchez.

Em 2010, na Copa do Mundo FIFA da África, ficou em 10º Lugar (Oitavas-de-Final). Campanha: 1x0 Honduras, 1x0 Suíça, 1x2 Espanha, 0x3 Brasil.

Para a Copa do Mundo de 2014. Os chilenos tem a base da seleção o Universidad do Chile, atual campeão da Copa Sul-Americana. Os jogos contra Bolívia e Venezuela serão em junho pelas eliminatórias para Copa de 2014, nas primeiras quatro rodadas da competição, o time chileno somou seis pontos, após vencer em casa Peru e Paraguai, mas perdeu os jogos que disputou como visitante, diante de Argentina e Uruguai.