“No Brasil é a sociedade que serve ao Estado e não o oposto”

Gerais

17/02/2014
O antropólogo Roberto Da Matta critica a política e analisa o que faz o país ser visto com bons olhos no exterior

Roberto Da Matta (Niterói, 1936), um dos principais antropólogos brasileiros, analisa o momento pelo qual o país atravessa neste ano eleitoral. O autor de, entre outras obras fundamentais, O que é o Brasil?, A casa e a rua: espaço, cidadania, mulher e morte no Brasil ou A bola corre mais que os homens: duas Copas. Todos livros nos quais interpretou os quês e os comos do Brasil. Da Matta afirma que o gigante sul-americano, em uma encruzilhada econômica, social e política, tem “um partido no poder que prometia um governo honesto e avançado que tem feito justo o oposto”. Por razões de saúde, Da Matta respondeu por email às perguntas do EL PAÍS.

 

Confira a reportagem: “No Brasil é a sociedade que serve ao Estado e não o oposto”