Flamengo aumenta preço dos ingressos, causa discórdia e revolta torcida

Legado Econômico

12/09/2014
A diretoria do Flamengo resolveu aumentar o preço dos ingressos para o duelo contra o Corinthians.

No jogo seguinte ao recorde de público deste Brasileirão, a diretoria do Flamengo resolveu aumentar o preço dos ingressos para o duelo contra o Corinthians, no próximo domingo às 16h, no Maracanã. A medida causou discórdia interna no clube e gerou revolta entre os torcedores, que se manifestaram de forma negativa nas redes sociais na internet.

No último sábado, 59.680 presentes (51.858 pagantes) estiveram no Maracanã para acompanhar a derrota rubro-negra para o Grêmio, por 1 a 0. Em relação a esta partida, o bilhete inteiro para domingo para o Setor Norte, o mais popular, subiu de R$ 40 para R$ 50, um aumento de 25%. No setor Leste, o acréscimo foi de 50%, passando de R$ 60 para R$ 90, enquanto do Setor Sul, área destinada ao visitante o aumento foi de 75%, de R$ 40 para R$ 70.

Em postagens na internet, torcedores do Flamengo reclamaram de traição da diretoria e escreveram palavras como "sacanagem" e "rasteira" para protestar. Nas últimas partidas, para contar com maior presença de público no momento que o time tentava sair na zona de rebaixamento do Brasileirão, o clube tinha baixado os preços nos duelos contra Botafogo, Sport, Atlético-MG e Grêmio.

O aumento para o jogo contra o Corinthians, que teria sido articulado pelo vice-presidente de marketing, Luiz Eduardo Baptista, o Bap, não agradou a todos os dirigentes flamenguistas. A valorização do programa de sócio-torcedor é um dos principais argumentos constantemente usados para os altos preços das entradas.

Além disso, o Flamengo já criticou diversas vezes a divisão de renda definida no acordo com o Consórcio Maracanã. No último sábado, contra o Grêmio, o clube ficou com apenas R$ 714.957,75, ou 40,6%, da renda bruta total de 1.756.965,00. O Fla teve de pagar altas despesas como custo operacional e aluguel do estádio.


Notícia na íntegra: Flamengo aumenta preço dos ingressos, causa discórdia e revolta torcida